segunda-feira, 19 de setembro de 2011

UBERABA CRÔNICA FOTOGRÁFICA

Ainda com data de lançamento a ser anunciada, o Arquivo Público de Uberaba, já concluiu mais um interessante trabalho, chamado Uberaba Crônica Fotográfica, relacionado a imagens fotográficas da cidade.


Embalado em charmosa caixinha ornada, na parte superior, com foto da praça Rui Barbosa da década de 1930, o conteúdo consiste em outras 24 belas imagens que retratam a cidade em diferentes épocas, cada uma acompanhada de uma pequena crônica de autoria da professora e funcionária do APU, Iara Fernandes.



 


Quem já quiser conhecer algumas das crônicas, o jornalista Paulo Sarkis, em seu programa Falou e Disse, na TV Universitária, diariamente às 13h10, está começando a divulgar o trabalho.

UBERABA E O PODER EXECUTIVO - 1837 AOS DIAS ATUAIS

Nasceu em 18 de agosto de 1892, na cidade de Vassouras (RJ) e cursou Engenharia Civil, na Escola Politécnica do Rio de Janeiro, em 1919.
Participou da construção do prédio da Escola Superior de Agricultura e Veterinária, em Viçosa, além de ter atuado como professor e diretor da Universidade Federal de Viçosa
Antes de exercer o cargo de prefeito interventor, em Uberaba, ocupou esse mesmo cargo em Ubá (MG).
Faleceu em Belo Horizonte, em 1973.

Durante a sua gestão:
- a administração municipal obteve, junto ao governo mineiro, um empréstimo destinado à melhoria urbana;
- integrou a cidade à campanha mineira de alfabetização de adolescentes e adultos;
- foi implantado, nos Grupos Escolares: Brasil, Minas Gerais e Uberaba, o curso noturno;
- inaugurou-se a estrada Uberaba - Delta que, de acordo com o jornal O Triângulo (25/06/47), garantiu um escoamento mais rápido de produtos exportáveis e a ampliação do abastecimento de mercadorias para o mercado;
            Nessa época, não havia crescimento industrial importante na cidade devido à debilidade do serviço de fornecimento de energia elétrica. Foi o último prefeito da era dos interventores, não eleitos pela população.